RENOVAÇÃO DE LUAN | 03/11/2017
COMO FOI A RENOVAÇÃO DE LUAN


Luan disse que fica no Grêmio.
Renovou até 2020. Para sair no começo de 2018.
Dos 30% a que tinha direito, aumentou entre 40% e 50%.
Com isto, diminuiu o valor da multa rescisória.
Seu empresário, Jair Peixoto, segue em busca de um novo clube no exterior.
A Libertadores pode ser o último campeonato do atacante na Arena.

Romildo havia batido de frente com Peixoto. Ele e outros dirigentes. O CEO do clube, Carlos Humberto Amodeo Neto, teve habilidade e paciência para tratar com o empresário do jogador. Não era o negócio que o Grêmio queria, mas o melhor que podia ser feito para ter Luan motivadíssimo na reta final da Libertadores.

Na quarta-feira, dia do confronto contra o Barcelona de Guayaquil, Luan já recebeu uma parte do dinheiro retroativo com base no seu novo salário, de cerca de R$ 600 mil/mês. Pelo retroativo o clube pagará parceladamente entre R$ 3 e 4 milhões.
Ouço que seu empresário era o mais interessado na sua parte da verba.

O que segue é um exercício de imaginação.
O Grêmio calculou que poderá gastar com Luan R$ 10 milhões (chutando alto) antes de negociá-lo.
Recuperará o investimento e, de quebra, terá o atacante na final da Libertadores.
Para quem corria o risco de repetir o mico Ronaldinho um baita negócio.
Entre mortos e feridos, salvaram-se todos.


HILTOR MOMBACH


comentários
Clique para comentar

enviar comentário