BLOG DO TOB | 30/03/2017
BIG BRHOTHER BRASIL 17


BIG BRHOTHER BRASIL 17
Já se aproxima do fim esta edição do BBB17 e os que ali ainda se encontram são: Emilly, Marcos e Babão, este trio contra Viviam, Ieda e Marinalva. Com 14 integrantes inicialmente, agora com os sobreviventes acima. Sei de muitos que vêm este programa e outros tantos que não vêm, mas é assim, é o gosto de cada pessoa. Vejo muitas vezes em casa, pois a esposa gosta, assim tenho que dividir os espaços, pois vejo com frequência jogos, filmes nas horas vagas, agora tenho este tempo. Pelo fato de acompanhar, comparo com grupos de trabalhos onde tem muitas pessoas juntas, o relacionamento entre estas pessoas. As fofocas havidas entre estas, vejo que discutem quase sempre, brigando por posições dentro de uma empresa, para subir de posto, para ter melhores salários já que os colegas ganham mais que ele, por aí. Os motivos para discussões são muitos, algumas vezes por ciúmes do colega, outras vezes por motivos fúteis, em fim o ser humano é assim, muito diverso entre si. No caso do BBB17 que passa na TV aberta com edições prontas e também na TV fechada, que é o caso em casa, tem gente acompanhando muitas horas e ali vê-se as diferenças entre pessoas. O fato de ter prêmios e o com valor maior é de R$ 1,5 milhões, é claro que as discussões, as brigas se acirram. No BBB17 e outros anteriores, a brigas se acirram devido ao valor da premiação que é de R$ 1,5 milhão o prêmio maior, e outros menores, geralmente R$50 mil e R$150 mil reais. Devido a isto formam-se os grupos, bons e maus, conforme nossa preferência, assim vão se queimando um a um nos paredões, nas costuras de cada grupo, e quem tem o famoso jogo de cintura, e for uma pessoa boa, consegue avançar dia a dia no programa, até o último. Vejo esta situação dentro de um grupo de trabalho, em um grupo de professores na escola lecionando para alunos muito indisciplinados muitas vezes, e a missão do professor é alinhar estes alunos com muito jogo de cintura. Também nos grupos de outras atividades vejo esta questão, quem for bom, trabalhador, ter boa índole, consegue avançar, e é claro ser inteligente. O famoso jogo de cintura também é importante., saber discutir nas horas certa, é por aí é que funciona a sobrevivência do camarada que deseja avançar no seu grupo. Comparar o programa BBB com a nossa vivência parece absurdo para algumas pessoas inicialmente, mas é assim que observo. Veja por exemplo nos grupos de futebol, se não sabermos como “lidar” com colegas que jogam junto, se reclamarmos de uma jogada malfeita por este colega a todo momento, é claro que demonstramos nossa antipatia para os nossos demais colegas. Em outras palavras, temos que nos comportarmos sempre para não sermos alvo de um paredão, e é o que acontece. Tem colega que reclamam de tudo ficando um cara chato, assim na medida do possível devemos orientar o mesmo, ou então deixar o mesmo de lado. Em um trabalho se isto acontece, estamos sujeitos a ir para o “olho da rua”, portanto colega do futebol, o outros de trabalhos comporte-se senão o colocamos no ”paredão”!


comentários
Clique para comentar

enviar comentário