INTERNACIONAL | 20/01/2020
Danilo no gol, D\'Alessandro como atacante e Johnny titular: o primeiro Inter de Coudet


O novo Inter de Eduardo Coudet fez no sábado (18) o seu único teste antes da estreia no Gauchão. Em jogo-treino realizado com portões fechados no CT Parque Gigante, vitória por 3 a 1 sobre o São José, o técnico argentino colocou em prática suas ideias e esboçou a formação que deve ser mandada a campo no jogo contra o Juventude, na quinta-feira, no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.
Uma das novidades foi a presença de Johnny entre os titulares. O meio-campista de 18 anos subiu nesta temporada para o grupo profissional após ter sido destaque do time sub-20. Natural de Denville, cidade próxima a Nova York, o meia tem dupla cidadania e já foi convocado para defender a seleção sub-23 dos Estados Unidos. Autor de nove gols em 19 partidas, Johnny foi artilheiro e capitão na conquista do Campeonato Gaúcho sub-20. Na largada de 2020, o garoto tomou à frente de Nonato, outra promessa da base no setor.

— Eu me considero um atleta polivalente. Jogo nas quatro posições no meio-campo. Procuro propor muita intensidade durante o jogo. Onde eu tiver oportunidade, quero poder ajudar — comentou Johnny em entrevista coletiva concedida na quinta-feira (16).
Coudet também fez uma mudança no posicionamento de D\'Alessandro. O capitão da equipe atuou como segundo atacante durante a primeira parte da atividade. Com menos obrigação de recompor, o argentino surge como um potencial companheiro para Paolo Guerrero no setor ofensivo da equipe durante a temporada.

Aliás, o peruano foi a ausência da atividade. O centroavante não participou de nenhum dos quatro tempos do jogo-treino. Aos 36 anos, ficou na academia fazendo trabalhos físicos. Netto, outro jogador recém-promovido ao grupo principal, iniciou o jogo-treino no comando do ataque.

Danilo Fernandes também foi uma das atrações do sábado. Com contrato renovado até dezembro de 2021, o goleiro larga na frente de Marcelo Lomba e Daniel e pode retomar a titularidade do time, perdida após lesão em 2018. Titular durante boa parte da última temporada, Rodrigo Lindoso foi mantido à frente da defesa. Contratado para preencher a vaga de primeiro volante a pedido de Coudet, o argentino Damián Musto tem presença incerta nos dois primeiros confrontos com a Universidad de Chile na Pré-Libertadores. Isso porque ele foi expulso em 2016, quando defendia o Rosario Central, e ainda precisaria cumprir suspensão. O departamento jurídico do Inter aguarda resposta de consulta feita à Conmebol.
fonte: gauchazh.clicrbs.com.br


comentários
Clique para comentar

enviar comentário