GREMIO | 16/01/2020
Grêmio interrompeu cruzeiro para assumir o cargo


O goiano Mauri Costa Lima é o novo preparador de goleiros do Grêmio. Prestes a completar 55 anos e ex-jogador da posição, ele deve chegar chega nesta sexta-feira (17) para ocupar o posto que nos últimos cinco anos foi de Rogério Godoy. Com títulos importantes na carreira de treinador de goleiros, como campeão da Libertadores, do Mundial e da Copa América, o profissional foi procurado pela diretoria gremista quando estava num cruzeiro de férias com a esposa. Imediatamente, interrompeu a viagem para se apresentar o mais rápido possível e iniciar seu trabalho.

Mauri Lima foi goleiro e começou no Goiás. Também teve passagem pelo célebre time do Mogi-Mirim, que tinha Rivaldo em 1992, e encerrou a carreira na Inter de Limeira. O destaque profissional, porém, veio como treinador de goleiros, a partir de 1998, no Náutico. Em 2006, esteve no Juventude e conheceu Antônio Carlos Zago, ainda jogador. Dois anos depois, Zago tornou-se diretor do Corinthians e o levou para o clube paulista que tinha Mano Menezes como técnico.

LEIA MAIS
Discurso de Fernando Carvalho simboliza a busca pela hegemonia estadualDiscurso de Fernando Carvalho simboliza a busca pela hegemonia estadual
Os caminhos se abrem para Patrick no meio-campo do GrêmioOs caminhos se abrem para Patrick no meio-campo do Grêmio
Grêmio e Inter precisam acompanhar muito bem o Torneio Pré-OlímpicoGrêmio e Inter precisam acompanhar muito bem o Torneio Pré-Olímpico
No Corinthians, Mauri Lima ficou por 10 anos e conquistou 10 títulos, entre eles três Brasileirões, uma Copa do Brasil, uma Libertadores e o Mundial em 2012. Neste período teve aos seus cuidados goleiros como Weverton, Danilo Fernandes e Cássio. Na campanha da Libertadores em 2012, foi o responsável direto pela escolha de Cássio como titular, em detrimento de Júlio César. Seu conceito se consolidou como um dos melhores preparadores do Brasil

O novo treinador de goleiros do Grêmio só saiu do Corinthians em 2018 para acompanhar Fábio Carille quando este foi para o Al-Wehda, da Arábia Saudita. Na volta de Carille, Mauri Lima não retornou ao clube paulista porque tinha ingressado na justiça contra a agremiação. Pelo conhecimento com Tite e com o ex-coordenador a Seleção Brasileira, Edu Gaspar, Mauri Lima foi chamado pela CBF no ano passado como auxiliar de Taffarel na seleção que venceu a Copa América.

fonte: gauchazh.clicrbs


comentários
Clique para comentar

enviar comentário