GRÊMIO | 19/09/2018
Grêmio vence o Atlético Tucumán e encaminha vaga na semifinal da Libertadores


O Grêmio está perto de mais uma semifinal de Libertadores da América. Na noite desta terça-feira, o Tricolor fez 2 a 0 no Atlético Tucumán fora de casa e encaminhou a classificação para enfrentar Independiente ou River Plate na próxima fase.

A vitória gremista teve a marca de Alisson. O herói contra o Estudiantes nas oitavas de final voltou a ser decisivo nesta noite. Foi dele o primeiro gol aos 35 do primeiro tempo. No segundo, aos 9 da etapa final, deu o passe para Everton ampliar.

Com o 2 a 0, o Grêmio pode até perder por um gol de diferença na Arena no dia 2 de outubro, às 21h45min, que ainda assim estará na semifinal da Libertadores. Maicon, suspenso pelo terceiro amarelo, será desfalque no jogo de volta das quartas de final. Antes disso, no próximo domingo, a equipe de Renato Portaluppi recebe o Ceará, pelo Brasileirão.

Pressão argentina no começo

Sem poder contar com André e Jael, lesionados, o técnico Renato Portaluppi apostou em Alisson como titular. Com isso, o Grêmio saiu do habitual 4-2-3-1 para o 4-1-4-1 com Ramiro atuando na faixa central e Alisson pelo lado direito. Luan foi escalado com o homem mais adiantado da equipe. O Tricolor demorou um pouco a se adaptar ao novo sistema e sofreu nos primeiros minutos.

O Atlético Tucumán conseguiu exercer uma forte pressão nos primeiros 15 minutos de partida. Logo aos 2, Leandro Díaz teve grande chance após uma cobrança de escanteio. O centroavante do time argentino bateu desviado de dentro da área e a bola passou perto. O Tucumán teve uma sequência de três escanteios nesse período, sempre levando perigo.

A equipe argentina ainda teve uma baixa no começo do jogo. Ricardo Noir sentiu dores na coxa e saiu. Gervásio Núñez foi o escolhido para entrar e quase abriu o placar aos 14 minutos. Em cobrança de falta, Núñez bateu procurando o ângulo, mas Marcelo Grohe pulou para fazer a defesa.


Grêmio melhora e Alisson abre o placar

Aos poucos, o Grêmio foi conseguindo sair da pressão. Ao conseguir botar a bola no chão, o Tricolor saiu de seu campo e passou a dividir o controle da partida. Faltava ainda finalizar com maior perigo. Everton teve duas chances, mas errou em ambas. Na primeira, chutou fraco. Na segunda, escorregou na tentativa de driblar San Román.

Se não dava pela esquerda com Everton, deu pela direita com Alisson. Após um lançamento para a área, Cícero deu a \"casquinha\" de cabeça para Alisson, que bateu de primeira e venceu o goleiro Lucchetti para abrir o placar aos 35 minutos.

Em vantagem, a situação do Grêmio ficou ainda melhor aos 39, quando Gervásio Núñez cometeu falta em Alisson e pisou nas costas do atacante gremista na sequência. O árbitro colombiano Wilmar Roldán inicialmente deu o cartão amarelo, mas, após consulta ao VAR, acabou aplicando o vermelho. O Tricolor foi, assim, para o intervalo com 1 a 0 no placar e um jogador a mais.

Maturidade e classificação encaminhada

O Atlético Tucumán voltou para o segundo tempo tentando repetir a pressão do começo da primeira etapa. Mesmo com 10 homens em campo, o time argentino iniciou com uma postura ofensiva e no ataque.

O Grêmio, porém, mostrou mais uma vez a maturidade de uma equipe tricampeã da América. Sem se afobar, o Tricolor teve consistência defensiva e aproveitou o primeiro contra-ataque para matar a partida. Aos 9, Alisson saiu pelo lado direito em velocidade e tocou na medida para Everton, que só teve o trabalho de empurrar para o gol, 2 a 0.

Com 2 a 0, o Grêmio se deu ao luxo de poupar jogadores. Maicon saiu para entrada de Thaciano aos 24 minutos. Um pouco antes o capitão, que estava pendurado, levou o terceiro cartão amarelo. Ele será desfalque na partida de volta na Arena, mas chegará limpo para uma provável semifinal.

Perdendo por dois gols de diferença, o técnico Ricardo Zielinski fez uma mudança ofensiva aos 27 minutos. O atacante Mauro Matos entrou no lugar do volante Rodrigo Aliendro. Em sua primeira jogada, Mauro Matos sofreu falta de Thaciano na entrada da área. Pulga Rodríguez cobrou e acertou a barreira. Na sequência, a bola foi cruzada para a área e Mauro Matos cabeceou perto do gol de Grohe.

Mesmo com as tentativas do Atlético Tucumán, Renato seguiu fazendo mudanças e sacando alguns de seus principais jogadores. Alisson, o melhor em campo, saiu para a entrada de Pepê aos 31. Logo depois foi a vez de Luan deixar o jogo. Douglas entrou no lugar do camisa 7.

Zielinski fez sua última troca com a entrada do talentoso Barbona no lugar do centroavante Leandro Díaz, mas o jogo já estava definido. Com gols de Alisson e Everton, o Grêmio venceu por 2 a 0 e deu um passo enorme para mais uma semifinal de Libertadores.

Libertadores – jogo de ida das quartas de final

Atletico Tucumán - 0

Luchetti; San Román, Bruno Bianchi, Cabral e Abero; Guillermo Acosta, Juan Mercier, Rodrigo Aliendro (Mauro Matos), Ricardo Noir (Gervásio Núñez); Luís Rodríguez; Leandro Díaz (Barbona). Técnico: Ricardo Zielinski.

Grêmio - 2

Marcelo Grohe; Leo Gomes, Geromel, Kannemann e Cortez; Cícero, Maicon (Thaciano), Alisson (Pepê), Ramiro e Luan (Douglas); Everton. Técnico: Renato Portaluppi

Gols: Alisson (35min/1T), Everton (9min/2T)

Cartões amarelos: Bianchi, Leandro Díaz (AT); Kannemann, Maicon, Cortez (GRE)

Cartão vermelho: Gervasio Núñez (AT)

Árbitro: Wilmar Roldán (COL)

Auxiliares: Cristian De La Cruz e Jhon Alexander León (COL)

VAR: Júlio Bascuñan (CHI)

Local: Estádio Monumental Jose Fierro, em Tucumán (ARG)
fonte: Correio do Povo.


comentários
Clique para comentar

enviar comentário