Odair valoriza atuação do Inter e admite alívio com primeira vit | 22/03/2018
Treinador acredita que trabalho está no caminho certo


vitória por 2 a 0 no Gre-Nal desta quarta-feira, no Beira-Rio, apesar da eliminação no Campeonato Gaúcho para o Grêmio. O treinador ressaltou que o bom desempenho ajuda a dar confiança para o seguimento do trabalho. Após três derrotas em clássicos, ele admitiu um alívio com o primeiro triunfo diante do Tricolor.

“Após perder por 3 a 0 ficava até difícil falar em reversão, mas nós sabíamos que aqui, com o apoio do torcedor, podia ser diferente. Agora fica fácil falar, na derrota fica difícil. Mas a gente criou o mesmo número de chances claras do Grêmio nos outros jogos. Só que as bolas entraram para eles e não para nós. Sabíamos que se conseguíssemos repetir o primeiro tempo da Arena e o segundo do primeiro jogo no Beira-Rio poderíamos buscar a classificação. A gente não conseguiu a classificação, mas ajuda a dar confiança”, disse o treinador que iniciou a coletiva fazendo uma agradecimento a torcedores e jogadores.

Desde a goleada de 3 a 0 no domingo na Arena, as críticas a Odair Hellmann ganharam forças pela sequência de três derrotas em Gre-Nais como técnico do Inter. Questionado sobre o tema, o treinador afirmou que tentou manter a convicção no trabalho e que a vitória desta quarta-feira mostra que o trabalho está no caminho certo. “Eu não gosto de perder no par ou ímpar, imagina o Gre-Nal. Não gostei e não vou gostar nunca. Eu respeito quem falou, mas tenho que ter convicção no meu trabalho. Que bom que aconteceu a vitória para que também pare um pouco essa situação para eu seguir com minhas ideias em um caminho forte”, destacou o treinador.

Sobre a escalação para o Gre-Nal desta noite, quando iniciou com quatro volantes, Odair disse seu primeiro objetivo era manter a segurança defensiva para depois tentar os gols e a classificação: “A gente pensou em não deixar de reforçar o setor do meio e ter uma situação na frente para levar perigo. Às vezes se coloca muitos atacantes e não faz bons ataques. Outras vezes você coloca muitos jogadores de meio e com a movimentação consegue criar as situações. A gente precisava manter a segurança e depois tentar, como foi, fazer o gol. Sabíamos que fazendo um gol iríamos trazer a torcida junto para buscar”, explicou.
fonte: Correio do Povo


comentários
Clique para comentar

enviar comentário