crônicas
MD. Olindo M. Paludo
Não precisa mudar o mundo
Era uma vez um rei que governava um próspero país

MD. Olindo M. Paludo
Os dois pedidos
O menino não ainda tinha dez anos

MD. Olindo M. Paludo
Sob a sombra de um carvalho
“Não há como substituir um velho companheiro

MD. Olindo M. Paludo
Humildade/Orgulho
Você já deve ter ouvido muitas vezes a palavra humildade, não é mesmo? Essa palavra é muito usada, mas nem todas as pessoas conseguem entender o seu verdadeiro...

MD. Olindo M. Paludo
Não te entregues
Os amigos a quem devotaste tuas horas de abandonaram? Aqueles que elegeste para o convívio mais estreito debandaram, quando a brisa de suspeitas infundadas se levantaram contra ti? Pessoas a quem confidenciaste questões particulares jogaram ao vento...

MD. Olindo M. Paludo
Coragem para mudar
Muitos dos conflitos que afligem o ser humano decorrem dos padrões de comportamento que ele próprio adota em sua jornada...

D. OLINDO M. PALUDO
Grave problemática da corrupção
Conforme o dicionário, corrupção é adulterar, corromper, estragar, viciar-se

MD. Olindo M. Paludo
Teresa de Calcutá, Chico do Brasil...
Com este titulo, lemos excelente artigo que nos remeteu a recordações do grande papel desempenhado, no mundo, por Madre Teresa de Calcutá e o médium mineiro Francisco Cândido...

MD. Olindo M. Paludo
Aquecimento global
A terra nos acolheu quando nascemos

MD. Olindo M. Paludo
Um exemplo de ternura
Alguns anos atrás, nas olimpíadas especiais de Seattle, nove participantes, todos com deficiência mental ou física, alinharam-se para a largada da corrida dos cem metros...

MD. Olindo M. Paludo
Ao nosso alcance
Certa vez ouvimos uma fábula que nos fez refletir acerca dos ensinamentos que continha

MD. Olindo M. Paludo
Onde anda a sensibilidade ?
O proprietário da loja pregou uma placa acima da porta do estabelecimento com os seguintes dizeres: Vendem-se filhotes

MD. Olindo M. Paludo
Pessoas sem nome
-Por que o café ainda não foi servindo até essa hora ? Pergunta, um tanto irritado, o empresário, sentado em sua confortável poltrona, às nove horas da...